Notícias

16.03.2009

Para empresários, corte da taxa Selic deveria ser maior

Compartilhe: Google+

Empresários de Blumenau dizem que a redução de 1,5 ponto percentual na taxa básica de juros ainda não é o ideal para a economia da cidade. O diretor de Relações Institucionais da Associação Empresarial de Blumenau (Acib), Ronaldo Baumgarten Jr., diz que a taxa Selic baixou “insignificantemente”. Já o presidente do Sindicato dos Lojistas de Blumenau (Sindilojas), Alexandre Peters, diz que a taxa de 11,25% ao ano ainda não é o ideal.
“O percentual deveria ser muito maior. Essa previsão de tentar baixar os juros até o final do ano em 8% não é possível. Esses 8% já tem que ser o resultado da próxima redução da Selic”, afirma Baumgarten Jr., apontando que a taxa ideal da Selic para a indústria é de aproximadamente 4% para este ano. “Mesmo com o corte de 1,5 pontos percentuais, o Brasil continua tendo um dos maiores juros do mundo”, lembra.
Segundo o presidente do Sindilojas, a taxa de 11,25% ao ano, após o corte feito pelo Copom nesta semana, está longe da meta defendida pelos setores produtivo e varejista. “Mas será muito importante para as empresas terem um fôlego na saúde financeira, porém, o Brasil tem a chance de baixar ainda mais as taxas de juros e sair da atual posição como um dos maiores juros do planeta”, afirma Peters.
Na opinião dele, a economia brasileira é “centrada e sólida” e poderá sair fortalecida ainda mais desta conjuntura da crise mundial.
A Folha tentou ouvir a Associação das Micro e Pequenas Empresas de Blumenau (Ampe) para saber os reflexos da queda da taxa básica de juros e as expectativas da entidade para as próximas reuniões do Copom. Mas até o fechamento desta edição a entidade não retornou.


 
Taxa
O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central aprovou na última quarta-feira, por unanimidade, a redução de 1,5 ponto percentual da taxa básica de juros. A Selic passou de 12,75% para 11,25% ao ano. Esse foi o maior corte desde novembro de 2003, quando a taxa caiu de 19% para 17,5%. É a segunda vez neste ano que a Selic é reduzida. Em janeiro, o Copom cortou em 1 ponto percentual a taxa de juros - de 13,75% para 12,75% ao ano.
Economistas previam queda entre 1,5 e 2 pontos percentuais. A pressão sobre o comitê para a redução da Selic se intensificou após o anúncio da queda de 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no 4º trimestre do ano passado. A medida, segundo os economistas, vai contribuir para a melhora do PIB no primeiro semestre deste ano.
Em comunicado, o BC diz que acompanhará a evolução da trajetória da inflação até a sua próxima reunião, levando em conta a magnitude e a rapidez do ajuste da taxa básica de juros, para então definir os próximos passos na estratégia de política monetária.


 
Fique por dentro
Taxa (%) Variação (%)
Fev/09 11,25 - 1,5
Jan/09 12,75 - 1
Dez/08 13,75 0
Out/08 13,75 0
Set/08 13,75 + 0,75
 

Fonte: Folha de Blumenau

 

Newsletter

Sistema CNDL
©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo