Notícias

23.06.2009

Redução de IPI evitou demissões no comércio, diz confederação

Compartilhe: Google+

A redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de carros novos e de eletrodomésticos da linha branca garantiu a manutenção do emprego de muitos trabalhadores do setor de comércio. Segundo estimativa do presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Comércio (CNTC), Antônio Alves de Almeida, cerca de 10% das vagas na área do comércio poderiam ter sido fechadas, caso o governo não tivesse reduzido o imposto.
"O desemprego em nosso setor vinha num ritmo muito grande. Se não fosse a redução do IPI, certamente teríamos uma redução de cerca de 10% do número de vagas existentes no comércio", avalia o presidente da CNTC.
Para Almeida, o empresário que não repassa as vantagens decorrentes da redução do imposto corre o risco de perder vendas. "A função de evitar demissões e o consequente aumento da recessão foi cumprida. Se o lucro das lojas aumentou, boa parte disso se deve ao aumento do volume de vendas, uma vez que, em termos gerais, a margem de lucro continuou a mesma", avaliou.
A CNTC representa cerca de 10 milhões de trabalhadores no comércio em todo o Brasil.

 

Fonte: Portal Terra

 

Newsletter

©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo