Notícias

12.08.2009

Gripe A exige cuidados especiais por parte das empresas

Compartilhe: Google+

A preocupação com a possível transmissão do vírus influenza no ambiente de trabalho força empresas a pensar em alternativas para driblar as ameaças de contaminação
O surto de gripe provocado pelo vírus influenza A (H1N1) desperta atenção especial entre as empresas para a necessidade de um planejamento que impeça a disseminação da doença em suas dependências e, ao mesmo tempo, garanta o pleno funcionamento das atividades. Nesse contexto, empresas de diferentes ramos estão colocando em prática algumas ações que buscam evitar o contágio da doença e, consequentemente, manter os negócios em dia.
A Ticket Seg, consultoria em gestão integrada de riscos e benefícios corporativos na área de Recursos Humanos, desenvolveu para seus clientes um manual com plano de contingência preventivo, distribuído gratuitamente. A cartilha descreve as medidas que a empresa deve tomar para assegurar a continuidade de seus processos essenciais de negócio no caso de afastamento de colaboradores ou mesmo interdição do local de trabalho. O objetivo é minimizar as condições de propagação da gripe e manter as atividades essenciais em funcionamento.
A rede Bourbon de Hotéis & Resorts, presente nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio de Janeiro, também adotou algumas medidas de prevenção e informação juntos aos funcionários. O departamento de RH do Bourbon desenvolveu uma cartilha informativa sobre a gripe A, para ser entregue a todos os funcionários dos 11 empreendimentos. Além disso, foram organizadas palestras com especialistas da área de saúde. “Com o informativo, os funcionários estarão aptos a fornecer informações mais precisas aos hóspedes e podem adotar medidas de prevenção no trabalho e em casa, contribuindo para minimizar os riscos na comunidade”, explica a gerente de RH Maria Cristina de Carvalho.
A companhia SulAmérica Saúde, que 1,7 milhão de clientes em todo o País, colocou à disposição profissionais de saúde especializados para tirar dúvidas a respeito da gripe A. Para isso, a empresa utiliza o Fórum de Saúde, no site SulAmérica.com Você (www.sulamericacomvoce.com.br), um espaço utilizado para a troca de experiências online, interação entre os internautas e prestação de serviços.
Para o vice-presidente da área de saúde da SulAmérica Gabriel Portella, trata-se não só de informação, mas de conscientização das pessoas para uma causa que merece atenção. “Nosso papel, como seguradora, é de prestar todo e qualquer atendimento que permita reduzir impactos mais graves na saúde de nossos clientes”, enfatiza.
 
Medidas preventivas
Lavar as mãos com sabão e água corrente com freqüência, evitar ambientes fechados, ter sempre consigo lenços de papel, manter ou adotar bons hábitos de saúde como sono  adequado, boa alimentação e atividade física, evitar locais com grande aglomeração e afastar-se do contato com pessoas que apresentam sintomas de gripe (febre, dor de garganta, tosse e dores no corpo). Esses são os conselhos de Rui Bocchino Macedo, especialista em Medicina do Trabalho da Dasa, empresa de medicina diagnóstica.
Macedo destaca que se algum funcionário aparecer com os primeiros sintomas da gripe o mais indicado é orientá-lo a procurar seu médico. “Cabe ao profissional de saúde determinar o procedimento adequado. O afastamento de sete dias para a pessoa com os sintomas é o procedimento mais indicado”, orienta.
De acordo com Macedo, existem empresas com maior risco de proliferação da doença, como as que lidam com saúde, em hospitais e postos de saúde. Corporações onde não haja ventilação ambiente também têm maior possibilidade de contágio da doença. No caso dos funcionários que viajam com frequência, o médico sugere que evitem viagens para locais considerados de risco, como Argentina e Chile, por exemplo.
Macedo lembra ainda que os cuidados preventivos devem ser divulgados de todas as maneiras para todos os públicos. “É fundamental a prevenção, não só para a gripe A, mas também para os outros tipos de gripe. A mortalidade causada pela nova gripe é similar a da sazonal e é pertinente a preocupação com a doença, mas não o pânico”, lembra.

 

Fonte: Portal Empreendedor

 

Newsletter

©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo