Notícias

23.08.2011

Nova nota de R$ 100 lidera falsificações

Compartilhe: Google+

 

As novas cédulas de R$ 100, lançadas no fim de 2010, foram desenvolvidas pelo Banco Central e pela Casa da Moeda com o objetivo de dificultar a ação de falsificadores. Mas as novas cédulas são proporcionalmente mais falsificadas do que as antigas, que estão nas carteiras dos brasileiros desde 1994. Números do próprio BC revelam que a cédula mais falsificada no Brasil atualmente é a nova de R$ 100.
 

De janeiro a julho deste ano, foi apreendida uma nota falsa dessas para cada 4.446 originais em circulação. A possibilidade de encontrar esta nota falsa é mais que o dobro do registrado entre as antigas de R$ 100: uma ruim para cada 8.983 boas. Proporcionalmente também é mais fácil encontrar uma nova nota falsa de R$ 50 do que entre as antigas.
 

Responsável pelo dinheiro em circulação no Brasil, o chefe do departamento do meio circulante do BC, João Sidney de Figueiredo, não demonstra muita surpresa com os números e diz que a proporção de falsificações sempre é maior quando as cédulas começam a circular. “Essa ocorrência maior na segunda família do real também aconteceu quando lançamos a cédula de R$ 20. Ela também era muito falsificada no começo porque os criminosos viam uma oportunidade, já que as pessoas ainda não estavam habituadas com o dinheiro novo”, explicou Figueiredo.

 

 

 

Newsletter

©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo