Notícias

14.02.2013

AIESEC chega a Blumenau

Compartilhe: WhatsApp


Programa de intercâmbio é um dos mais antigos e baratos do mundo, oferecendo viagens profissionais ou para projetos sociais

A partir de agora, os jovens blumenauenses terão uma opção a mais para aprimorar o currículo. Uma parceria firmada pela CDL Jovem de Blumenau traz a cidade um escritório da AIESEC, que mesmo ainda dando os primeiros passos no município, já promove projetos sociais em organizações não governamentais da cidade.  
 

A AIESEC já proporcionou a uma acadêmica de Blumenau um intercâmbio corporativo na Grécia e, em breve, chegam em solo blumenauense uma estudante alemã para um intercâmbio social na Acevali e um colombiano para trabalhar no Lar Bethel. Os estrangeiros auxiliarão nas atividades diárias e serão responsáveis por ensinar um novo idioma às pessoas assistidas pelas entidades.
 

Para o coordenador da CDL Jovem de Santa Catarina, Renan Alberti Stringhini, é uma conquista para todos os lojistas porque com o convênio os associados terão de 10% a 20% de desconto para viajar, trocar experiências e realizar uma capacitação. “É uma porta que se abre. Vamos trabalhar para que ainda neste ano esta parceria esteja disponível para todo o Estado. O projeto tem a cara da CDL Jovem, você conhece outra cultura e incrementa o currículo”, explica.
 

Mas a novidade não é restrita aos lojistas, ela chega a Blumenau com o objetivo de oferecer a todos os jovens uma experiência única. Além de conhecer outros países e melhorar a fluência em outro idioma, o currículo profissional fica reforçado por uma experiência internacional, tornando-se um diferencial no mercado de trabalho. Só no Brasil, 58% dos profissionais que estão em cargos de destaque em grandes empresas tiveram uma experiência fora do País.
 

Por ser uma ONG, não existe lucro com a iniciativa e os custos são mais baratos do que os cobrados por uma agência. No intercâmbio corporativo, o jovem precisa ter inglês avançado, experiência profissional de um ano e 75% do curso concluído. Pela AIESEC, o custo é de R$ 1.100 de taxas e mais as passagens. Já o intercâmbio social, os participantes ficam de 6 a 12 meses em países subdesenvolvidos trabalhando em projetos sociais como voluntários. O valor é de R$ 700 de taxas e mais as passagens. Já a hospedagem fica por conta de algum morador parceiro da iniciativa.
 

Para se candidatar a um intercâmbio, é preciso participar de um processo seletivo. A inscrição pode ser realizada pela página da organização no Facebook (www.facebook.br/AIESECBlumenau). Basta enviar uma mensagem manifestando interesse que o grupo entra em contato para acertar os detalhes. E quem quiser conhecer novas culturas sem sair de casa, pode se inscrever para hospedar os jovens que vem de outros países desenvolver projetos sociais em Blumenau. O cadastro também é feito pela rede social da AIESEC.
 

História
 

A AIESEC é reconhecida pela Unesco como a maior organização de jovens universitários do mundo, presente em 113 países e com mais de 86 mil membros. A organização envolve pessoas de diferentes formações, culturas e religiões. Foi assim que ela foi criada em 1948, após a Segunda Guerra Mundial, quando jovens de sete países resolveram se unir para promover entre si intercâmbio profissional e integração de culturas.  No Brasil, a organização chegou em 1970. Atualmente, conta com 40 entidades locais e 4.500 membros, distribuídos em 19 estados.

 

 

Newsletter

Sistema CNDL
©2016-2022 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG

Política de Privacidade
Topo