Notícias

11.12.2015

Comércio de Blumenau acredita em boas vendas para o fim de ano

Compartilhe: Google+

O período de festas de fim de ano costuma ser muito aguardado por todos, em especial pelo comércio, que vê suas vendas aumentarem significativamente. Contudo, de acordo com o presidente da CDL Blumenau, Helio Roberto Roncaglio, esse ano o varejo está cauteloso. “As vendas ficaram abaixo das expectativas durante o ano, principalmente nas datas comemorativas. Desse cenário ainda fazem parte os juros altos, valorização do dólar frente ao real, inflação e incertezas econômicas”, explica o presidente.

Em uma pesquisa feita pela CDL Blumenau com associados à entidade, dos setores de brinquedos, cama, mesa e banho, calçados, móveis, confecção e lojas de departamento, a maioria dos estabelecimentos (80%) não contratou funcionários extras para esse período. “É a velha história de fazer mais com menos. Os estabelecimentos estão mantendo o mesmo quadro para atender a demanda, fazendo o revezamento entre os funcionários, ou contratando apenas para os finais de semana, quando o movimento é mais intenso”, esclarece Roncaglio.

Quanto às vendas entre novembro e dezembro de 2015, 65% dos lojistas consultados disseram que o volume de vendas está abaixo, se comparado ao mesmo período do ano passado; 15% apontaram que as vendas estão semelhantes ao mesmo período do ano anterior e 20% teve aumento nas vendas.

Já em relação à expectativa de vendas para esse fim de ano, se comparado ao mesmo período de 2014, os dados são positivos.  60% dos entrevistados esperam vender mais esse ano, enquanto 15% acreditam que as vendas serão parecidas com 2014 e 25% apontaram que devem vender menos esse ano. “Em geral, os comerciantes estão confiantes que até o Natal as vendas melhorem, pois muita gente deixa para comprar mais próximo a data. Além disso, até o dia 18 de dezembro os trabalhadores recebem a segunda parcela do 13º salário”, diz o presidente.

Outro fator importante para as vendas, principalmente para o setor de confecções, é o clima. A busca pelas lojas de roupas costuma aumentar quando as temperaturas sobem. “Outro dado que percebemos na pesquisa é que as lojas com produtos mais baratos, como bazares com produtos diversos, estão com as vendas melhores que o ano anterior e com boas expectativas. Um reflexo da situação do trabalhador, que está com menos dinheiro sobrando”, aponta Roncaglio.

 

Mais dinheiro na economia de Blumenau

De acordo com o Sistema de Informações Gerenciais de Apoio à Decisão (Sigad), o 13º salário em, em Blumenau, configura como uma "injeção" de mais R$ 290.301.196,30, levando em conta as duas parcelas. “A primeira parcela já foi paga e a segunda deve ser paga aos funcionários até o dia 18 de dezembro. Com isso, a expectativa é de grande movimentação no comércio na última semana antes do natal”, afirma o presidente da CDL Blumenau, Helio Roberto Roncaglio.

Ainda de acordo com o Sigad, a remuneração média do trabalhador blumenauense é de R$ 2.113,65. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), apontam que, em 2014, Blumenau tinha 25.019 empresas e 137.346 empregados. Desse total, 22.960 são empresas privadas com 116.856 empregados. Em seguida estão as entidades sem fins lucrativos somando 1673 estabelecimentos com 8059 empregados. Segundo o TEM, em 2014, Blumenau 137.346 trabalhadores.

 

 

Newsletter

©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo