Notícias

17.11.2017

Black Friday: 5 dicas para o comércio se preparar para a data

Compartilhe: Google+

Já começou a contagem regressiva para uma das datas mais aguardadas pelos consumidores e empresários do varejo. No dia 24 de novembro será a Black Friday. Conhecida por oferecer produtos com menor preço, a data costuma agradar tanto quem vende, quanto quem compra. Para a CDL Blumenau, esta é uma boa oportunidade para aquecer as vendas, por isso incentiva os comerciantes a aproveitarem. Para apoiar os associados, a entidade enviou materiais de divulgação para que os mesmos possam utilizar.

Black Friday Blumenau

O presidente da CDL Blumenau, Helio Roncaglio, destaca que, de acordo com um levantamento feito em todo o país pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), três em cada dez empresas brasileiras (35%) devem aderir a Black Friday. “É uma oportunidade de vender o máximo de produtos das lojas, renovar estoques e aquecer as vendas”, aponta Roncaglio.

O palestrante, professor e especialista em Gestão de Vendas, Empresarial e Logística, Márcio Magalhães, lembra que, diferentemente do que muitos pensam, a Black Friday não é só para comércio eletrônico. “Pesquisas comprovam crescimento significativo nas lojas físicas nesta data. Então, você que tem loja física, acorda! Vamos aproveitar para sacudir a poeira, vender os saldos e promover de forma eficaz, produtos de baixo giro ou parados e também, evidentemente, produtos de giro”, afirma Magalhães.

O especialista lembra que é preciso que cada comerciante faça a sua parte, por isso ele dá cinco dicas fundamentais sobre a data. Confira!

Estoque

Um problema na Black Friday é que vemos pessoas reclamando de não terem conseguido comprar o que queriam, pois o estoque esgotou rapidamente. Lojistas, entendam que não adianta querer vender e promover a loja sem ter o estoque necessário durante a Black Friday. Um grande erro é se posicionar como uma loja que atua na Black Friday, mas que promove somente alguns itens.

O quê e quanto ofertar?

Muito comum algumas lojas promoverem os produtos nesta linha: O estabelecimento divulga até 70% de descontos e coloca apenas um item com esse desconto; dois itens com 60%; três com 50%; quatro tipos de produtos com 40%; de cinco a 10 peças com 30% de desconto; de 11 a 15 com 20% e 30 peças com 10%. Isso dá uma imagem ruim para a loja, ainda mais nos dias de hoje, visto que as pessoas estão compartilhando tudo nas redes sociais. Não faça isso, pois o consumidor irá se sentir lesado e a imagem do seu estabelecimento ficará prejudicada.

Qual a quantidade de itens/peças na promoção?

Não tem uma quantidade certa, porém, nesta data, a loja deve colocar a maior quantidade possível de itens em promoção. É hora de baixar o estoque e deixar espaço para os produtos que serão oferecidos no Natal.

Divulgação

Não adianta nada sua loja entrar no espírito da data e não comunicar aos consumidores. Divulgue na Fanpage do Facebook e no Instagram da sua loja, envie WhatssApp para seus clientes informando que terá Black Friday em sua loja e, se tiver mais recursos disponíveis, divulgue em rádio, TV, jornais, outdoor, Busdoor e demais canais de comunicação.

Importante! Se você já tem alguma experiência com cada canal, avalie os resultados para tomar a decisão correta na divulgação. Muitas empresas não vendem nada no Black Friday, pois ninguém sabe que sua loja está realizando a ação.

Preparação do estabelecimento

A loja deverá receber comunicação visual integrada com a comunicação da divulgação. Quando o cliente chegar verá que o estabelecimento está efetivamente participando da Black Friday.

É importante enfeitar o espaço e transmitir a mensagem de movimentação. Saia do convencional e faça a diferença.

De acordo com o especialista Magalhães, que já possui mais de 20 anos de experiência em vendas, o comerciante ou empresário que seguir estas orientações estará mais preparado para fazer da Black Friday uma data significativa para o estabelecimento. “A cada ano só aumenta os consumidores adeptos desta data promocional do varejo, mesmo por que muitos estão a usando para antecipar as compras de Natal”, finaliza Magalhães.

Pesquisa

Ainda de acordo com o levantamento feito pelo SPC Brasil e pela CNDL, três em cada dez empresários (28%) acreditam que as vendas no Black Friday 2017 serão iguais as do ano anterior e 18% acreditam que serão melhores. Entre os que irão participar, apenas 21% já investiram ou investirão no estabelecimento para o evento, sendo promoções para aumentar as vendas (46%), ampliação do mix de produtos (30%) e investimento em propaganda da empresa (28%) as estratégias mais recorrentes.

Para este levantamento foram ouvidos 1.168 empresários de serviços e comércio varejista localizados nas capitais e interior do país. A margem de erro é de 3,0 p.p. com um intervalo de confiança de 95%.

Márcio Magalhães

É administrador, professor de graduação e pós-graduação, educador da CDL Blumenau, palestrante de encontros empresariais, convenções de vendas e Sipat.

Black Friday: 5 dicas para o comércio se preparar para a data

 

Newsletter

©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo