Notícias

14.05.2019

Pesquisa divulga perfil e comportamento do consumo catarinense

Compartilhe: Google+

Na última quinta-feira, 9, empresários, profissionais e lideranças do varejo de Blumenau participaram da palestra “Raio X do Consumo - o coração, a mente e o bolso do consumidor catarinense”. O evento, realizado na sede da Senior Sistemas, revelou aos participantes dados de uma pesquisa sobre o perfil e o potencial de comportamento do consumo catarinense.

O estudo, desenvolvido pelo Instituto Locomotiva, foi apresentado pelo publicitário, pesquisador e especialista em consumo, Renato Meirelles, que falou sobre as mudanças no Brasil, os estereótipos, vetores de transformação no comportamento e hábitos de consumo e, por fim, o descolamento das empresas e da publicidade com o consumidor.

De acordo a pesquisa, os catarinenses devem consumir, em 2019, entre produtos e serviços, R$ 196,7 bilhões. Das seis macrorregiões do Estado, o Vale do Itajaí detém grande parte deste percentual, 28%, ou seja, R$ 55,4 bilhões. E para o setor do comércio, há grande potencial. Entre os desejos dos consumidores estão reformar a casa, realizar cursos profissionalizantes, fazer viagens, fazer uma faculdade, abrir um negócio, comprar uma casa, apartamento ou carro. O estudo revelou também que móveis, televisão, geladeira, máquina de lavar, notebook e smartphone estão entre os bens que os catarinenses pretendem adquirir em 2019.

Para o presidente da CDL Blumenau, Helio Roncaglio o estudo é uma ferramenta valiosa para a tomada de decisões do empresário varejista. “Nosso papel como entidade associativista, é apresentar ferramentas que contribuam com o trabalho e o desenvolvimento das empresas associadas. E essa pesquisa é uma ferramenta fundamental para o empresário. Com esses dados em mãos, será possível entender de forma detalhada, o que consumidor precisa e busca e, desta forma, traçar estratégias assertivas para os negócios”, afirma o presidente.

Ainda de acordo com o estudo, a renda média do trabalhador catarinense é de R$ 1.818 por mês, valor acima da média nacional. Se cada brasileiro tivesse essa mesma renda, seriam mais R$367,2 bilhões por ano na economia, o que é superior à massa de renda de toda a região Norte do país. Para o próximo ano, a expectativa dos catarinenses é boa. Ao todo, 63% do estado está otimista com a situação do país.

Também houve uma democratização tecnológica, o acesso à internet se expande continuadamente em todo o país e, hoje, a maior parte da população brasileira está conectada. Três em cada quatro domicílios acessam a internet em Santa Catarina, sendo WhatsApp e Facebook os serviços mais utilizados.

Meirelles mostrou ainda, a partir da pesquisa, que os próximos anos serão das marcas que souberem aliar tradição e inovação, se posicionando como parceira de um consumidor, que não abrirá mão de ser protagonista de suas escolhas. Cerca de 79% dos catarinenses não conseguem mencionar nenhuma empresa que esteja ao seu lado nesse momento de crise, sendo que 76% afirmam que não se esqueceriam das empresas que os ajudassem nesse momento de dificuldade. “A pesquisa nos permite entender quais são os motivadores de compras de um consumidor que está cada vez mais exigente, e que por isso, não está atrás apenas de preço, e sim, está buscando a relação custo benefício de cada compra”, afirma Meirelles.

A palestra foi uma realização da RICTV Record em parceria com a CDL Blumenau e Sindilojas.

 

Newsletter

©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo