Notícias

04.03.2020

Dia da Mulher: Lília Sara de Faria conta como empreender sendo jovem e mulher

Compartilhe: Google+

O sonho de ter um negócio próprio sempre fez parte da história de Lília Sara de Faria, mas ela não achava que era possível e deixou o desejo de lado. Mas, nos percursos da vida, as oportunidades surgiram e foi em Blumenau que a jovem paulista decidiu empreender. Desde abril de 2016, Lília é a proprietária de uma unidade da UPTime Comunicação em Inglês.

Depois de um intercâmbio na Irlanda, em 2014, Lília trabalhou na área comercial de uma franquia da UPTime, em Cuiabá (MT), mesmo tendo experiência e formação na área administrativa. “Eu adorei o método da escola. Tive um bom crescimento na unidade e, em um ano, pude abrir uma franquia. Por sugestão da própria franqueadora, vim conhecer Blumenau. Observei que a cidade tinha uma boa estrutura e podia oferecer qualidade de vida. Foi quando eu e meu marido decidimos abrir o negócio aqui”, conta.

Assim, em abril de 2016, aos 29 anos, Lília abria a primeira unidade da UPTime em Blumenau. “O começo foi desesperador. Eu achava que sabia muito, mas na prática foi bem diferente. Eu não conhecia ninguém aqui, além do choque cultural. Os dois primeiros anos foram bastante desafiadores”, lembra a empresária.

Por estar muito focada no negócio, Lília acabou deixando o lado social de lado, até perceber que precisava de equilíbrio e se conectar a outras pessoas. “Esse foi um dos motivos que me levaram a me associar à CDL Blumenau, em março de 2019. Logo em seguida eu participei da Rodada de Negócios da CDL Jovem, onde, além de fazer negócios, conheci outras mulheres empresárias”, afirma Lília.

Para Lília, essa rede de apoio de outras mulheres é essencial. “A gente (mulher) se cobra muito e acaba não tolerando nossos erros. Queremos abraçar tudo e ficamos com uma sobrecarga muito grande. Mas é preciso aprender a delegar e entender que cada um tem um jeito de fazer. Acho que esse foi um grande aprendizado para mim”, revela Lília

Sobre o preconceito com a mulher, Lília conta que é uma realidade, visto que ainda é um ambiente predominantemente masculino. “Quando fui alugar um imóvel para a UP Time, o proprietário falava apenas com meu marido. Ele me ignorou o tempo todo, como se uma mulher não pudesse locar um espaço”, desabafa.

Para formar uma rede de apoio, Lília criou o grupo Lady Boss. São mulheres empreendedoras que se reúnem uma vez por mês para trocar experiências e se ajudar. “É um trabalho de formiga, mas juntas percebemos o quanto somos fortes e podemos ir além. Uma ajuda a outra”, conta.

A caminhada de Lília é longa, mas nesses quatro anos de mulher empresária, ela já pode compartilhar muitas experiências e dar algumas dicas a quem quer empreender. “É preciso muita coragem e persistência para empreender e, especialmente para as mulheres, é necessário formar uma rede de apoio”, finaliza a empresária de 33 anos.

Dia da Mulher: Empresária conta como empreender sendo jovem e mulher

 

Newsletter

©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo