Notícias

22.09.2020

Casa Rosada: 35 anos de dedicação, desafios e sucesso no comércio de Blumenau

Compartilhe: Google+

Há 35 anos, todos os dias, Elza Maria Zancanaro Esmeraldino tem endereço certo para ir: rua Curt Hering, 286, no Centro de Blumenau. Foi neste ponto que a empresária fundou uma loja de moda feminina no dia 10 de junho de 1985. E, desde então, este é o segundo lar da proprietária da Casa Rosada, associada à CDL Blumenau há 34 anos e que, agora, tem data para fechar as portas. 

Elza conta que começou a trabalhar muito cedo, com 13 anos, e a maior parte do tempo se dedicou ao comércio. Foi com essa experiência e paixão que ela e uma das irmãs decidiram abrir a loja. Três anos depois, iniciaram mais um empreendimento, desta vez de calçados. No ano seguinte, em 1989, quando os negócios estavam bem encaminhados, cada uma resolveu ficar com uma loja.

Nestes 35 anos de comércio, Elza lembra que viu muita loja abrir e fechar. “Passamos por muitos desafios. Plano Collor, ameaças de enchente, crises financeiras e outros. Mas, também tivemos muitos momentos bons. Na verdade, se olhar para trás, a gente vivenciou muito mais coisas boas do que ruins. Não tem como comparar”, lembra a empresária.

Para ela, o sucesso do lojista está diretamente ligado à persistência. “Lojista é persistente ou, até mesmo, teimoso”, brinca Elza. “Comércio é amor e dedicação. É o carinho com o cliente, que é a nossa essência”, afirma, lembrando que parte da clientela é a mesma de quando abriu a loja.

Entre os momentos marcantes, ela destaca o período em que as vendas eram tão boas e tinham tantas clientes, que teve que contratar funcionárias para dobrar roupas e assim dar conta do serviço para atender bem os consumidores. Outro momento lembrado foi a revitalização da Curt Hering. “Foi um mal necessário. Por conta da obra, era barro e papelão na entrada das lojas. Mas, no final, valeu a pena”, conta.

Casa Rosada: 35 anos de dedicação, desafios e sucesso no comércio de Blumenau

Sucesso
Elza destaca que o empresário precisa ter ciência de que não é em um ou dois anos que o negócio fluirá. Por isso, para ela, a gestão financeira é muito importante. “Hoje, os sistemas são integrados e tudo é informatizado, o que facilita. Mas o comprador precisa estar sempre inteirado com o financeiro”, afirma.

O recado para quem deseja empreender é: “Tem que gostar muito, ter muita determinação e ser equilibrado. Tem dias que dá sol, tem dias que dá chuva. Por isso, sempre falo da persistência do lojista”, reforça a empresária.

 Equipe
Outro fator que Elza remete ao sucesso da loja é a equipe de colaboradoras. “O segredo é muito companheirismo, tolerância e respeito. Sempre tive muita confiança em quem trabalhou comigo. Todas tinham a chave da loja. Somos como uma família”, aponta.

Elza se orgulha da baixa rotatividade das funcionárias. “Não tinha rodízio. Tem colaboradora que trabalha com a gente há 20 anos, o que é importante também para manter o vínculo com a clientela”, argumenta.

Uma curiosidade, é que a loja nunca teve gerente, por uma opção da proprietária. “Todas são funcionárias comprometidas e cada uma faz um pouco de tudo, até mesmo de manter a organização e limpeza do espaço”, afirma.

Fechar as portas
“É uma vida”. Esta é a definição da empresária ao se referir à Casa Rosada. “Já estou há 49 anos trabalhando no comércio. E foi muito bom, mas agora é hora de aproveitar a vida de outro jeito. Quero viajar, curtir mais a família, ir à praia com tempo”, conta.

Elza já tinha a ideia de fechar a loja há algum tempo.  Como a filha dela é arquiteta e não tem interesse em dar continuidade ao empreendimento, tomou a decisão de encerrar as atividades. No final de setembro, ela fecha as portas da Casa Rosada. “Não foi fácil decidir, mas será um novo e proveitoso ciclo”, afirma.

A boa notícia é que o espaço será sede de um novo negócio, a Le Charme. Quem estará à frente da loja é uma ex-colaboradora de Elza, que trabalhou por 20 anos na Casa Rosada.

Dia do Lojista Catarinense
O exemplo de persistência, determinação e superação da fundadora da Casa Rosada representa todos os lojistas. Por isso, por meio da história da empresária Elza, a CDL Blumenau parabeniza os empresários do comércio, especialmente os associados, pelo Dia do Lojista Catarinense, comemorado neste dia 22 de setembro.

 

 

 

Newsletter

Sistema CNDL
©2016 - CDL Blumenau - Todos os direitos Reservados - Desenvolvido por SEDIG.
Topo